Vale das Lendas

Loading...

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A HISTÓRIA DO HALLOWEEN E SEUS DETALHES

"A Data de 31 de Outubro é mundialmente conhecida como "O dia das Bruxas ou Halloween", que é uma festa típica que acontece nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos.
Mas de onde surgiu esse misterioso e sinistro costume?"

  
A seguir está a história!
=================================================================================
Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos, sendo que não existe ao certo referências precisas de onde surgiram essas celebrações.
A palavra Halloween tem origem na Igreja católica.
Vem de uma tradição contraída do dia 1 de novembro, o Dia de Todos os Santos, é um dia católico de observância em honra de santos.
Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro.
O feriado era Samhain, o Ano novo Céltico.
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
Mas os estudiosos dizem que a palavra Halloween surgiu da seguinte forma:
O nome é, na realidade, uma versão encurtada de "All Hallows' Even"(Noite de Todos os Santos), a véspera do Dia de Todos os Santos (All Hallows' Day).
"Hallow" é uma palavra do inglês antigo para "pessoa santa" e o dia de todas as "pessoas santas" é apenas um outro nome para Dia de Todos os Santos, o dia em que os católicos homenageiam todos os santos. Com o tempo, as pessoas passaram a se referir à Noite de Todos os Santos, "All Hallows' Even", como "Hallowe'en", e mais tarde simplesmente "Halloween".

O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo.
Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis.

Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol.
Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte.
Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.

Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passou ser conhecido como o "Dia das Bruxas".
Travessuras ou Gostosuras? (Trick-or-treat)

A brincadeira de "doces ou travessuras" é originária de um costume europeu do século IX, chamado de "souling" (almejar).
No dia 2 de novembro, Dia de Todas as Almas (ou Finados aqui no Brasil), os cristãos iam de vila em vila pedindo "soul cakes" (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.
Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador.
Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.

Abóboras e velas: Jack O'Lantern (Jack da Lanterna)

A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.
Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um dia 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.
Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transformasse em uma moeda. O Diabo concorda.
Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.
Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.
Sem opção, o Diabo concorda.
Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.
No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.
O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.
O diabo promete partir por mais dez anos.
Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.
O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.
Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.
Sem alternativa, vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo, o qual ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada, e como castigo, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.
Devido à esse acontecimento, sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna).
Os nabos na Irlanda eram usados como "lanternas do Jack" originalmente, mas quando os imigrantes vieram para a América, eles descobriram que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então começaram à utilizar abóboras iluminadas com uma brasa por dentro ao invés de nabos.

Por isso a tradição de se fazer caricaturas em abóboras e iluminá-las por dentro com uma vela na época de Halloween.

Segundo a lenda, quem presta atenção e consegue ver uma pequena luz fraca na noite de 31 de outubro, é porque conseguiu ver a passagem de Jack procurando uma saída do limbo em que está preso.

BRUXAS

As bruxas tem um papel importantíssimo no Halloween.
Não é à toa que o dia 31 de Outubro é conhecida como "Dia das Bruxas" em português.
Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro.
Segundo conta-se a lenda, chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma festa chefiada pelo próprio Diabo.
Elas jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e causavam todo tipo de transtorno.
Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween.
Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!
A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores.
Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e, mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.
O gato preto é constantemente associado às bruxas devido à lendas, as quais citam que elas podem transformar-se em gatos e também devido à crenças, as quais pregam que os gatos são na realidade espíritos de pessoas mortas.
Muitas superstições estão associadas aos gatos pretos.
Uma das mais conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa.

O Halloween pelo Mundo
A festa de Halloween, na verdade, equivale ao "Dia de Todos os Santos" e o "Dia de Finados", e foi absorvido pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos, dando origem a festa. Os países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o Halloween.
No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.
Brasil
O Halloween no Brasil é chamado de Dia das Bruxas e sua celebração acontece no dia 31 de outubro.
Acredita-se que na passagem dessa noite as almas saem de seus túmulos e partem pelas ruas amedrontando todos aqueles que estão por perto.
O dia das bruxas se infiltrou em nossas comemorações de forma tímida, pois o Brasil, país que celebra as coisas boas da vida, não se vê em meio a festividade aos mortos.
Apesar de sua pequena influência, pode ser vista em escolas, clubes, casas noturnas e shoppings de várias cidades, mas como dito anteriormente, não adquire força expressiva, já que nem o folclore local é efetivamente comemorado.
Muitos nacionalistas dão créditos à influência do imperialismo cultural americano a vinda do halloween, assim, alguns brasileiros, localizados em São Luiz do Paraitinga (estado de São Paulo), decretou o dia 31 de outubro como o dia oficial do Saci Pererê em protesto à inclusão do Halloween.
A maioria das manifestações critica a posição dos brasileiros em importar a cultura americana, já que o país tem grande diversidade folclórica que não é aproveitada e comemorada.
Apesar de todo o esforço da imprensa em destacar essa festividade norte-americana, os brasileiros não costumam festejar a data.
É uma festa celebrada por poucos.
No Rio de Janeiro as manifestações são caracterizadas por placas espalhadas pela cidade opondo tal prática e ainda em pedido ao retorno das considerações brasileiras, isto é, dar valor e importância às crenças nascidas no país, deixando manifestar o patriotismo dentro de nossa cultura.
Mesmo dessa forma, as festas de Halloween no Brasil tem se tornado comuns, principalmente entre o público jovem, os quais se reunem em clubes privados ou mesmo em salões particulares, promovendos festas a fantasia com motivos de "horror", objetivando comemorar a data considerada como "O Dia das Bruxas".
Devido à realização dessas festas, o comércio de fantasias e motivos voltados à monstros e bruxas tem tido um aumento expressivo no mês de Outubro de cada ano.
Estados Unidos
Desde 1800, quando os imigrantes irlandeses e escoceses levaram suas festividades de Halloween para a América do Norte, a festa tem se desenvolvido consideravelmente.
A conexão da festa com o Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados ficou praticamente deixada de lado, e muitas novas tradições seculares se desenvolveram.
Para as crianças, fantasiar-se e sair pelas casas fazendo a brincadeira do "travessuras ou gostosuras" ainda é o maior evento.

A maioria das famílias nos Estados Unidos e no Canadá participam, mesmo porque não querem correr o risco de pequenos vandalismos.
Muitos adultos se fantasiam e participam com seus filhos de festas a fantasia e concursos.
Outras atividades de Halloween ocorrem durante o mês todo de outubro.
Estas tradições preservam o espírito de alegria do Samhain diante dos pensamentos assustadores de morte e do sobrenatural.
Os americanos acrescentaram filmes de terror, casas assombradas comunitárias, histórias de fantasmas e quadros espiritualistas.
Cartões e decorações também fazem parte do Halloween.

A festa só perde para o Natal no faturamento total do comércio.
Um outro costume comum do Halloween é recolher dinheiro para a UNICEF (site em inglês), em vez de doces.
Esse costume começou em 1950 no estado da Filadélfia, quando uma turma de uma escola dominical teve a idéia de recolher dinheiro para as crianças necessitadas ao brincar de "travessuras ou gostosuras".
Eles enviaram o dinheiro que conseguiram, cerca de US$ 17,00, para a UNICEF, que foi inspirada pela idéia e começou um programa de "travessuras ou gostosuras", em 1955.
Espanha
Na Espanha, a tradição de se comemorar o Halloween ainda é recente, tendo chegado praticamente por volta do ano 2000.
O marketing feito sobre a sociedade americana cuidou de universalizar esta festa para proporcionar benefícios econômicos em vários setores, como parques temáticos, livros, cinema e até a gastronomia”.
Na Espanha, as s escolas enfeitam o pátio com abóboras e as crianças se fantasiam de “muertos vivientes”, que são os mortos-vivos, além de bruxas e fantasmas.
Assim como nos Estados Unidos, estando as crianças prontas para a festa, saem às ruas para pedir doces e comidas típicas desta época, porém não são todas as pessoas que gostam.
Muitos vizinhos nem sequer abrem as portas, pois se sentem incomodados e acham que tudo não passa de uma grande besteira.
A Espanha é um dos países que ainda mantém a antiga tradição do culto e respeito aos mortos, assim como no Brasil.
Os espanhóis costumam ir ao cemitério para limpar os túmulos e levar flores, como é costume no Brasil no feriado de Finados, em 2 de novembro.
Além disso, o 31 de outubro coincide com a colheita de castanhas e abóboras, na comemoração chamada de “Castanhada”. 

Irlanda
A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).
México
No dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.
O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é bastante comemorado no México.
As pessoas oferecem aos mortos aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores.
Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.
Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar.

Tailândia
Nesse país, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda.
Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens, sendo que a festividade acontece no primeiro dia das festas budistas.

Símbolos típicos do Halloween com seus misticismos e significados:
A abóbora:
Simboliza a fertilidade e a sabedoria.
A vela: .
Indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.
O caldeirão:
Fazia parte da .cultura, .como mandaria .a tradição..Dentro dele, os convidados.devem atirar.moedas.e.mensagens.escritas.com pedidos dirigidos aos espíritos.
A vassoura:
Simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da energia negativa.
Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.
As moedas:
Devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.
Os bilhetes:
Com os pedidos, devem ser incinerados para que aquilo que é solicitado através da mensagem escrita seja mais rapidamente atendido, pois se elevará através da fumaça.
A aranha:
Simboliza o destino e os fios que tecem suas teias, o meio, o caminho e suporte para seguir em frente.
Os morcegos:
Simbolizam a clarividência, pois els conseguem ver além das formas e das aparências, sem a necessidade da visão ocular.
Conseguem captar as formas e as distâncias através de sua própria energia, emitindo sinais ultrasônicos.
O sapo:

Está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.
O Gato preto:

Símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso.


Laranja - Cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia. vital encontrada na cor laranja.
Preto - Cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral.
- Cor do mestre.


Roxo - Cor da magia ritualística.
A celebração do Dia das Bruxas em 31 de Outubro, muito possivelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas, vem sendo ultimamente promovida por diversos grupos neo-pagãos, e em alguns casos assume o caráter de celebração ocultista.
Hollywood fornece vários filmes sobre o tema, entre os quais se destaca a série "Halloween", no qual um assassino misterioso e praticamnte "imortal" retorna para se vingar em sua cidade natal.
Muitos desses filmes, apesar das restrições de exibição, acabam sendo vistos por crianças, gerando nelas o medo e má impressão das festas de Halloween.
Porém, não existe ligação dessa festa com o mal.
Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos elementos ligados ao folclore em torno da bruxaria.
As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e monstros, no entanto isso não reflete a realidade pagã.


Cartaz de um dos Filmes da série "Halloween"
 alemdaimaginacao.com

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Alquimia

Texto retirado do site: http://www.geocities.com/Paris/Cathedral/6232/index-p.htm A alquimia é das ciências ocultas que, atualmente, mais interesse tem despertado não só pelos inúmeros livros que ao longo dos tempos foram escritos sobre a Arte Hermética, mas também, pela curiosidade de saber algo sobre a veracidade da misteriosa Pedra Filosofal, também conhecida por Medicina Universal. Tem-se escrito muito sobre o simbolismo alquímico encontrado nas catedrais, palácios e até casas senhoriais. É, deveras um trabalho fascinante procurar desvendar o segredo contido nessas figuras esculpidas na pedra pelos artistas nossos antepassados como testemunho do seu envolvimento na ciência de Hermes. No simbolismo alquímico, tanto quanto sabemos, não existiam nem existem regras fixas. Tudo era, e ainda é, deixado à imaginação dos seus autores e à sua criatividade. Por isso, como é óbvio, isto dá azo a especulações ditas “filosóficas” que, muitas vezes nada têm a ver com a realidade alquímica. Durante muito tempo a alquimia foi sinônimo de charlatanismo ou de ignara credibilidade. Muito do descrédito da alquimia era devido à falta de publicações sérias, pois muitas delas são imitações grosseiras, feitas por sopradores (falsos alquimistas) dos verdadeiros e antigos textos, nas quais se une o absurdo com a ignorância. Atualmente, devido ao grande número de traduções das obras clássicas mais importantes dos grandes Mestres, a opinião de muitas pessoas mudou completamente. A alquimia é a arte de trabalhar e aperfeiçoar os corpos com a ajuda da natureza. No sentido restrito do termo, a alquimia sendo uma técnica é, por isso, uma arte prática. Como tal, ela assenta sobre um conjunto de teorias relativas à constituição da matéria, à formação de substâncias inanimadas e vivas, etc. A alquimia operativa, aplicação directa da alquimia teórica, é a procura da pedra filosofal. Ela reveste-se de dois aspectos principais: a medicina universal e a transmutação dos metais, sendo uma, a prova real da outra. Eles não procuram o impossível, como vulgarmente se diz, mas sim a confirmação do que está descrito nos antigos tratados, que os Mestres nos legaram com vista à obtenção da medicina universal ou pedra filosofal. O alquimista não é um fazedor de ouro como muita gente pensa. A transmutação só terá lugar, como já dissemos, como prova provada da veracidade da medicina universal ou pedra filosofal. Hoje a alquimia coabita pacificamente com a ciência e não é raro ver indivíduos com formação superior nos ramos da ciência, da medicina e das letras, praticarem a Arte Real.

Biografia de Bruxo - ALBUS PERCIVAL WULFRIC BRIAN DUMBLEDORE.

 Albus Percival Wulfric Brian Dumbledore é um personagem da série Harry Potter, de J.K. Rowling. Dumbledore nasceu em 1881 e morreu em 1996, com 115 anos. Considerado por muitos o maior feiticeiro de todos os tempos, era detentor da Ordem de Merlin, Primeira Classe, e de outros importantes títulos, como os de Grande Feiticeiro e Feiticeiro-Chefe, além de ser membro da Confederação Internacional de Feiticeiros e Presidente do Wizengamot. Dumbledore sempre foi o único bruxo a quem Voldemort temia; foi também o fundador da Ordem da Fénix, ordem que tencionava lutar contra Voldemort e seus seguidores, os Comensais da Morte. Dumbledore é o único personagem homossexual (que se saiba até ao momento) de Harry Potter e fora apaixonado pelo bruxo Grindewald na juventude, embora sem nunca ter sido correspondido. Segundo a autora essa foi a "grande tragédia" de Dumbledore. Descrição Alto e magro, idoso mas sem demonstrar fraqueza, com longos cabelos branco prateados e barbas da mesma cor, longas o suficiente para prendê-las no seu cinto. Seus dedos são longos e finos; seu nariz é torto, como se o tivesse quebrado (e de facto o foi). Os seus olhos são descritos como azuis brilhantes, penetrantes, como se radiografassem as pessoas. Usa óculos em forma de meia-lua. É descrito como uma pessoa extremamente bondosa, sempre pronta a acreditar no melhor das pessoas. É um tanto solitário, devido à sua superioridade em poder e em grandeza de espírito. Age sempre com grande elegância, educação e classe, prima por boas maneiras e trata educadamente a todos, sem distinção, amigos e inimigos da mesma forma. Dumbledore gosta de música de câmara e boliche. Sabe-se que possui uma grande afinidade com doces: as senhas para entrar no seu gabinete são geralmente nomes de doces bruxos. Tem afinidade com Minerva McGonagall, docente, vice-diretora e chefe da Grifinória; Rubéo Hagrid, meio-gigante, guarda das chaves e professor de Cuidados com as Criaturas Mágicas; Harry Tiago Potter seu aluno favorito, por quem desenvolve grande afeição e a quem tenta proteger com enorme afinco. Alvo tem uma Fénix de estimação chamada Faweks, ave muito especial que sempre oferece ajuda a ele ou a quem for fiel a ele. Família O pai de Alvo Percival, foi preso em Azkaban por atacar três Trouxas . O que pouquíssimas pessoas sabiam é que ele havia atacado os garotos porque estes, ao verem a irmã de Albus fazendo magia, torturaram-na. A mãe de Albus era Kendra Dumbledore. Kendra era uma mulher amável, mas morreu num dos acessos incontroláveis da sua filha Ariana. A irmã de Albus era Ariana. Nascida feiticeira, ela foi cruelmente torturada por três trouxas que a flagraram fazendo magia. A partir de então os seus actos tornaram-se imprevisíveis, e ela tornou-se inconstante. Não fazia mais magia, mas não deixava de ser feiticeira, e às vezes, de repente, a sua magia "explodia", e os estragos podiam ser desastrosos. Por isso Kendra decidiu escondê-la, porque a amava e temia os actos dos outros sobre a sua filha. Morreu pouco depois da sua mãe, assassinada ou por Albus, ou por Aberforth, ou por Gellert Grindelwald, pois em um duelo entre os três um dos feitiços lançados a atingiu. Como disse Aberforth, "Nunca saberemos quem a atingiu" Aberforth é irmão de Albus. Não era tão brilhante quanto o irmão, e mais tarde culpou Albus pela morte da irmã, quebrando o nariz dele, enquanto estavam ao lado do caixão de Ariana. Tornou-se o barman do bar Cabeça de Javali, em Hogsmeade. Os irmãos reataram anos depois. Carreira Acadêmica Dumbledore chegou a Hogwarts e logo tornou-se amigo de Elphias Doge, que era discriminado pelas seqüelas de uma doença, a varíola de dragão. Dumbledore demonstrou extraodinários poderes mágicos desde cedo. Segundo Griselda Marchbanks, chefe da Autoridade de Exames Bruxos, que pessoalmente foi sua examinadora nos N.I.E.M's (Niveis Incrivelmente Exaustivos em Magia) de Feitiços e Transfiguração, o jovem Dumbledore "fez com a varinha coisas que ela nunca vira antes". Depois de Hogwarts Quando terminou Hogwarts, Dumbledore pretendia fazer uma viagem pelo mundo com Elphias, mas desistiu da idéia devido à morte de sua mãe e aos problemas de saúde de Ariana. Voltou a sua casa em Godric's Hollow e lá conheceu Gellert Grindelwald, por quem acabou se apaixonando, mas nunca foi correspondido. Gellert havia sido expulso de Durmstrang, escola que ensina Artes das Trevas; ambos eram jovens talentosos e um tanto egoístas que, pelo "bem maior", dispunham-se a sobrepor a raça bruxa sobre a trouxa. Uma briga entre Alvo, seu irmão e Grindelwald, que resultou na morte de Ariana, fez com que a amizade acabasse. Gellert fugiu. Dumbledore retornou a Hogwarts como professor de Transfiguração e foi responsável por recrutar alguns novos alunos para escola, entre eles Tom Marvolo Riddle, o qual dia se tornaria Lord Voldemort. Por ser um bruxo extraordinariamente poderoso, Dumbledore era o único com quem Voldemort era cauteloso e a quem nunca subestimou. Dumbledore já havia mostrado seu poder quando derrotou o ex-amigo Grindelwald, que crescera para tornar-se o maior bruxo das trevas, posto que Voldemort viria a ocupar anos depois. Os livros da série não especificam a data em que Dumbledore se tornou diretor de Hogwarts.  A Era Harry Potter Dumbledore sempre teve uma afeição maior por Harry Potter do que por outros alunos. Costumava explicar para Harry algumas coisas do passado do garoto, e também do de Voldemort, mas nunca entrou em detalhes sobre seu próprio passado. Alvo sempre foi um bruxo sábio e misterioso. Apesar de sua extensa sabedoria, no livro Harry Potter e a Ordem da Fênix, quinto da série, Dumbledore confessa a Harry que cometeu um grande erro. Segundo ele, o erro foi não ter contado antes para Harry o motivo que levou Voldemort a matar seus pais, Lilian e Tiago Potter, e tentar matar o próprio garoto. Por causa desse erro, Dumbledore carregava a culpa da morte de Sirius Black, padrinho de Harry. O sexto livro da série se dedica na explicação de um termo até então desconhecido: as Horcruxes, objetos em que Voldemort encerrou pedaços de sua alma, e que o tornariam imortal enquanto existissem. O objetivo de Dumbledore é ensinar a Harry como e onde descobrir as Horcruxes, para então as destruir. Dumbledore foi morto com a maldição imperdoável Avada Kedavra, pelas mãos de Severo Snape, em quem confiava cegamente. Até o sexto livro restava a dúvida: Seria Snape um assassino ou a morte já havia sido tramada entre ele e Dumbledore? O sétimo livro, Harry Potter e as Relíquias da Morte, trouxe a resposta, que se provou ser a segunda. Quando, um ano antes da batalha em Hogwarts, Alvo pôs no dedo a horcruxe do Anel de Servolo Gaunt, uma maldição começou a se espalhar pelo seu corpo; graças a Snape, a maldição ficou restrita à mão do mago, mas ainda assim restava a Dumbledore em torno de um ano de vida. Snape era realmente aliado de Dumbledore, e os dois planejaram juntos a morte do diretor.fonte:biografiadebruxo

terça-feira, 26 de agosto de 2014

O QUE E GNOMOS E DUENDES


 
 

Duendes e Gnomos sao seres pelos quais eu me interesso muito. Procurei algumas coisas na net e vou colocar aqui para quem interessar. Quem quiser me enviar mais coisas vá em CONTATE-ME. Na verdade eu tenho varios duendes e gnomos! Mas eles fugiram. Eu nao sei bem porque, mas acho que eles estavam com medo de participar do filme da xuxa (que nunca viu nada) e na volta se perderam. O Pedin mandou eu por maças preles virem comer, mas nao adiantou. Passou 1 semana e as maças murcharam... quem achar pelo menos 1 deles me avisa ok?
 
GNOMOS
Os Gnomos são seres quase esquecidos. Uma vez que trabalham na floresta durante à noite e algumas vezes nas casas dos humanos.A palavra Gnomo é derivada de KUBA-WALDA,que em alemão antigo quer dizer"administrador da casa", ou mesmo "espírito da casa".Antigamente eram vistos e aceitos pela sociedade , mas isso aconteceu numa época em que as àguas eram límpidas e as matas todas virgens.Depois disso , tudo mudou, e os gnomos foram obrigados a se retirarem da sociedade , indo para os esconderijos nas florestas, muitas vezes subterâneos e de acesso tão difícil que desde então a crença neles tem decrescido. Entretanto, mesmo sem vê-los sabemos que existem lindos coelhos nas campinas e que os alces habitam os bosques.Assim é o com os Gnomos: você pode não vê-los, mas eles estão lá.
Morag - Gnomo do Amor Gnoa - Gnomo da Criatividade Sagmo - Gnomo da Casa Gobe - Gnomo da Sabedoria
Moveg - Gnomo dos Vegetais Migsa - Gnomida Professora
Conhecidos pelos seus poderosos encantamentos e grande habilidade de lidar com cristais energéticos, os gnomos fizeram uma fama pelo sua grande inconfiabilidade e sua extrema capacidade de atiçar a curiosidade das pessoas contando histórias de locais inexplorados, cheios de ouro. É interessante a história que contam sobre o Reino Mágico, situado a oeste, na distante região de Urganplor. De físico são pequenos, alcançando no máximo 1,34 e pesando entre 20 a 30 quilos. Os gnomos possuem grandes narizes redondos, olhos aguçados e longos cabelos, que chegam facilmente a se arrastar no chão quando não são cortados. Os gnomos possuem pele cinza, e cabelos violetas, mas não raro, a cor do cabelo pode variar a azul ou vermelho, até mesmo branco. As cores dos olhos variam na mesma gama de cores. Como raça são unidos, mas muito atrapalhados. São nômades, vagando em caravanas confusas, cheias de penduricalhos e remendos. A sociedade dos gnomos, é cheia de regras aparentemente inúteis, mas muito importantes na vida do gnomo. Entretanto são bons lapidadores, e a maioria das jóias mágicas que você irá encontrar em suas jornadas serão de fabricação gnômica. Caso você encontre uma destas jóias a venda, não hesite em comprá-la. Qualquer jóia encantada por um gnomo vale a pena possuir. Entretanto, infelizmente, elas não serão baratas...
Direi que existe uma crença errada sobre os gnomos, mesmo naqueles que acreditam em sua existência, pois, sabemos que o acreditar ou não, em seres que não pertençam à nossa espécie, está dentro do livre arbítrio do homem. Os que acreditam nos gnomos estão errados quando os supõem seres da natureza, como os elementais que são invisíveis embora possam se materializar. Os elementais são difíceis de ver porque raramente se materializam, os gnomos são materiais e são difíceis de serem visualizados por seu tamanho e porque se apartaram de nossa espécie e vivem isolados. "Adoram frutas, mas naturalmente, em seu sentido de humor que se faz notar em cada uma de suas afirmações, - para comer um melão ou uma melancia, teríamos que nos meter dentro -. E eu pensei no que diriam se conhecessem o tamanho de uma jaca. O morango, a cereja, a groselha e a amora silvestre são suas frutas preferidas. E não as comem como sobremesa e sim, começam com elas as refeições, assim como em alguns países da América Latina, Colômbia entre eles, se começa a refeição com salada de frutas. Trata-se de um processo digestivo. ..."E a sopa" - disse-me Osanaim, o gnomo que me deu a iniciação e que foi meu mestre no tempo em que estive no laboratório alquímico dos gnomos - "é sempre nosso último prato". (Molinero)

Curiosidades IDIOMA= têm sua própria linguagem; DEMOSTRAÇÕES DE AFETO= esfregam o nariz; TATO= possuem nos dedos a mesma sensibilidade das pessoas cegas; audicaO= muito mais aguçada do que a do homem;
DUENDES Os Duendes são alegres, amam festas, músicas e danças.O comportamento varia em geral baseiam em atitudes humanas por estarem próximos aos homens. Esta aproximação sempre é favorecida quando o ser humano está mais frágil e sensível. Os Duendes são ligados à Terra e geralmente conseguem controlar imprevistos da natureza.Os Duendes vivem vários anos e chegam a constituir famílias. Adoram comer e fazer brincadeiras tais como esconder objetos. Alguns possuem orelhas grandes e pontudas e grande quantidade de pêlos no corpo. Quando confiam nos homens se tornam fiéis e grandes protetores.
Magnodum - Duende da Magia Tende - Duende da Sorte
Dunaz - Duende da Natureza Dulei - Duende da Alegria Duendo - Duende da União
As lendas dizem que são pequenos anões, duende pode variar de 3 a 30 cm de altura. O comportamento varia em geral baseiam em atitudes humanas por estarem próximos aos homens. Esta aproximação sempre é favorecida quando o ser humano está mais frágil e sensível. Os Duendes são ligados à Terra e geralmente conseguem controlar imprevistos da natureza.Os Duendes vivem vários anos e chegam a constituir famílias. Adoram comer e fazer brincadeiras tais como esconder objetos. Alguns possuem orelhas grandes e pontudas e grande quantidade de pêlos no corpo. Quando confiam nos homens se tornam fiéis e grandes protetores.
mussifimistic.comunidades.net

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Forest Elf Music - Elf Village

Celtic Music - Elven Lands

As Sete Maravilhas do mundo medieval e do mundo moderno


Cristo Redentos RJ - Representante do Brasil
Místicas, famosas, quase todas desaparecidas na poeira do tempo, as Sete Maravilhas do Mundo constituem um fascínio do homem sobre a sua própria criatividade, arte e obra de construção.
Conhecidas como as Sete Maravilhas do Mundo Antigo, são obras artísticas arquitetônicas erguidas durante o esplendor da Antiguidade Clássica, que assim ficaram imortalizadas através de uma lista que se perpetuou através dos tempos.
A única certeza que se tem sobre a origem da lista é que foram os gregos os primeiros povos a divulgá-la, por volta dos anos 150 a.C. a 120 a.C.

As sete maravilhas do mundo medieval foram :

Pirâmides de Gizé(Egito)


Farol de Alexandria(Egito)


Jardins Suspensos da Babilônia(Mesopotâmia)


Templo de Ártemis em Éfeso(Ásia Menor) 



Estátua de Zeus em Olímpia(Grécia) 


Mausoléu de Halicarnasso(Turquia) 


Colosso de Rodes(ilha de Rodes)



O fascínio que a lista das Sete Maravilhas do Mundo exerce através dos séculos, fez com que o homem criasse, ao longo dos tempos, várias outras listas, trazendo as construções mais belas que a humanidade já criou.
No século XVI, inspirados na lista original das maravilhas, que passou a ser chamada de Sete Maravilhas do Mundo Antigo, surgiram diversas listas chamadas de Sete Maravilhas do Mundo Medieval. Algumas dessas listas surgiram, provavelmente antes da Idade Média, mas como já foi dito, só se acrescentou a palavra “medieval” a partir do século XVI.

Entre tantas listas medievais foram citadas :


Stonehenge


Monumento megalítico da Idade do Bronze, situado na planície de Salisbury, próxima a Amesbury, no condado de Wiltshire, sul da Inglaterra.

Coliseu de Roma 

Monumento também chamado de Anfiteatro Flaviano, situado em Roma, na Itália.

Catacumbas de Kom el Shoqafa 

Sítio arqueológico histórico situado em Alexandria, no Egito.

Torre de Porcelana de Nanquim 

Também conhecida como Bao’ensi (Templo da Gratidão), sítio arqueológico histórico localizado ao sul do rio Yang-Tsé, em Nanquim, na China.

Torre de Pisa 

Torre projetada para abrigar o sino da catedral da cidade de Pisa, na Itália, famosa por sua inclinação.

Muralha da China 

Também chamada de Grande Muralha, é uma gigantesca estrutura de arquitetura militar construída na China, durante o Império.

Basílica de Santa Sofia 

Também conhecida como Hagia Sophia, imponente edifício do Império Bizantino, feito para ser a catedral de Constantinopla, atual Istambul, na Turquia.

Uma nova lista surgiu em 2006, chamada de Novas Sete Maravilhas do Mundo ou as Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Os monumentos que a compõem foram escolhidos em um concurso informal, de cunho popular internacional, promovido pela New Open World Foundation. A fundação pré-selecionou vários monumentos e lançou uma votação através de telefones móveis e da internet de todo mundo, para que se escolhesse as novas Sete Maravilhas do Mundo. Cem milhões de pessoas votaram de todas as partes do mundo. O resultado final foi anunciado em uma cerimônia na cidade de Lisboa, Portugal, em 7 de julho de 2007. O concurso não contou com o apoio da UNESCO.
Assim, foram escolhidas as Sete Maravilhas do Mundo Moderno, duas das quais, já haviam aparecido na lista das maravilhas medievais: 

As sete maravilhas do mundo moderno

Muralha da China – Veja a descrição acima.
Petra – Importante enclave arqueológico situado na bacia entre as montanhas que formam o flanco leste de Wadi Araba, na Jordânia.
Cristo Redentor – Estátua de Jesus Cristo, situada no alto do pico do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, a 709 metros acima do nível do mar.
Machu Picchu – Cidade pré-colombiana erguida pelos incas no topo de uma montanha, no vale do rio Urubamba, no Peru.
Chichén Itzá – Cidade arqueológica maia, situada no estado de Iucatã, no México.
Coliseu de Roma – Veja descrição acima.
Taj Mahal – Mausoléu situado em Agra, uma cidade da Índia.
Outras tantas listas foram perdidas, muito mais serão criadas, mas nenhuma será tão definitiva, intrigante e fascinante quanto a lista das Sete Maravilhas do Mundo, em que seis delas, apesar de consumidas pelo tempo, não deixam de excitar à imaginação do homem diante das belezas das suas criações através da história.tecendoasabedoria.