Vale das Lendas

Loading...

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Continua - Glossário

           Encantadora
Diferente da bruxaria, o Encantamento tem conotação muito positivas. As encantadoras são mulheres atraentes, fascinantes, charmosas e sexy, cuja magia traz deleite e prazer aos outros. A palavra é com frequência empregada como elogio para bruxas e ciganas particularmente atraentes e carismáticas. Um homem que apresente essas características pode ser chamado de Encantador embora seja muito raro o uso da palavra para homens.


       
                        Feiticeiro
Correspondente a palavra inglês Wizard, que por sua vez deriva do termo anglo-saxão Wysard (sábio). Um feiticeiro é um senhor do conhecimento, principalmente do conhecimento arcano ( ou seja, perdido ou secreto). Um feiticeiro também é um praticante de magia; contudo a palavra é pouco usada hoje para descrever um praticante de Wicca- ou um membro de qualquer expressão de fé . De fato, a maioria dos feiticeiros  tende a ser solitários, embora possam pertencer a um Conselho ou Ordem de Feitiçaria.






                  Filósofos
Desde os primórdios na antiga Grécia, os filósofos buscaram entender os princípios subjacentes e a natureza "da vida, do Universo e de todas as coisas". Eles procuram aplicar sabedoria, conhecimento e razão a todos os aspectos da vida e da sociedade; e são particularmente conhecidos por serem grandes professores. Como a filosofia inclui a Metafísica (a natureza da realidade r as origens de tudo),várias vezes se faz referência aos feiticeiros como "filósofos naturais ".

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Glossário - Feiticeiro, Bruxos e Magos

                     


                         Curandeiro (a)
Em inglês CUNNING Man-Woman. Cunning vem do antigo termo escandinavo cunna ("conhecer") e do inglês antigo Kenning ("sábio"). Esse termo era aplicado aos magos e curandeiros locais das pequenas vilas e cidades inglesas desde o fim da Idade Média. Também eram conhecidos como sábios, feiticeiros, conjuradores, benzedeiros, bruxo do bem, e mais recentemente, hedge witch. Assim como o tradicional  Xamã tribal, esses "bruxos do bem" possuem poderes mágicos de cura, remédios, encantamentos, talismãs e adivinhação.  A maioria era composta por pessoas velhas, que obtinham seu titulo por herança ou por meio de encontros sobrenaturais.






                               Druida
Os druidas formavam a classe sacerdotal, a elite intelectual mais instruída das tribos celtas. Incluíam tanto homens quanto mulheres.
 Na cultura druídica, portanto, a mulher tinha um papel preponderante pois era vista como a imagem da Deusa.
 A  palavra druida é de origem céltica, e segundo o historiador romano Plínio - o velho, ela está relacionada com o carvalho, que na realidade era uma árvore sagrada para eles.
Por isto muito da historia dos Druidas até hoje é um mistério para os historiadores oficiais; sabem que realmente que existiu entre o povo Celta mas que não nasceram nesta civilização.

B _ Glossário - Feiticeiro, Bruxos e Magos



                  Bardo
 Na antiga tradição celta,os Bardos eram parte das Ordens lideradas pelos druidas. Os Bardos eram os poetas, músicos e cantadores das canções e historias épicas que transmitiam a historia e o conhecimento do povo.
 Em uma época em que pouquíssima coisa era registrada por escrito, esperava-se que um Bardo memorizasse enormes quantidades de poesia, canções e historias.




                       Bruxa - Bruxo
 Bruxaria implica um tipo de poder sobrenatural sobre as pessoas e seus coisas. Os indivíduos que exibem tal dom  ou influencia mágicas são chamados de Bruxos. Esse termo tem uma conotação geralmente negativa, implica magia do mal ou "negra". A bruxa mais famosa das lendas foi Circe. Em Odisseia, de Homero, ela transformou os homens de Odisseu em Porcos.
 Em  inglês, Witch. Na Europa e na Grã-Bretanha medievais, as "curandeiras" costumavam ser chamadas de WICCE - uma palavra anglosaxônica que significa "aquela que dá forma" - da qual surgiu nosso termo WITCH que, por sua vez, deriva da palavra alemã WICKEN ("conjurar"). O termo hoje se aplica a homens e mulheres, e uma grande parte da magia deles é voltada para a cura.
Muitos bruxos ainda praticam adivinhação e técnicas mágicas para evolução da consciência.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Feiticeiros, Bruxos e Magos - Glossários

Vamos entender alguns dos diferentes tipos de pessoas ligadas á Magia. Uma coisa importante a entender é que essas categorias não são mutuamente exclusivas, e qualquer indivíduo pode incorporar varias delas...de fato, um feiticeiro pode ser conhecido pela maioria desses termos !
Vamos começar !!!




                         ALQUIMISTA
A Alquimia foi a precursora  da química moderna, misturando a metalurgia egípcia á filosofia grega e ao misticismo do Oriente Médio. Os objetivos dos alquimistas eram a descoberta da "Pedra filosofal",  que transformaria "Metais Básicos" em ouro,  e do "Elixir da Vida", que curaria todas as doenças e permitiria que a pessoa vivesse para sempre.






           ADIVINHADOR
Em inglês SOOTHSAYER; literalmente "aquele que diz a verdade". Uma palavra antiga usada para designar profetas, visionários, videntes e adivinhos. O termo pode ser empregado para qualquer um que prevê o futuro. Outra palavra que significa a mesma coisa é Mantis ("Profeta"). As muitas técnicas de adivinhação são conhecidas como "AS Artes Mânticas", e seus praticantes são denominados "mânticos".

Entre os Mundos Mágicos

Os feiticeiros também causaram forte impressão com sua intensa crença em vários níveis de realidade - a do mundo comum; a do mundo extraordinário das fadas, elfos e outras entidades espirituais; da hierarquia dos anjos e do reino do ser superior. Muitos feiticeiros tentaram se colocar acima das preocupações terrenas e voltar e voltar a atenção apenas para os mundos espirituais, e, dessa maneira,  forjavam elos entre o mundo dos vivos e dos mortos. Acredita-se também que anjos e fadas são os aliados de muitos feiticeiros. A comunicação com seres de outras dimensões foi levada a sério e estudada com profundidade. Um dos entendimentos mais básicos da feitiçaria é o de que não vivemos apenas em um universo, mas em um Multiverso de muitos mundos.
 Exitem ainda os Mundos da Imaginação; os Mundos do Mito; os Mundos dos Sonhos; os Mundos da Magia...São esses mundos em particular que são frequentados e habitados pelos feiticeiros, bruxas, magos e outros personagens ligados á magia - bem como elfos, dragões, unicórnios, fadas, deuses e espíritos.
 "Além das fronteiras do mundo, existe um outro mundo - um cheio de magia e pessoas mágicas. É um lugar com regras e princípios muito diferentes, em que a imaginação, a esperança, os sonhos e o amor têm um poder real de mudar e transformar."
Não há um nome especifico para o Mundo da Magia. Ele teve muitos nomes diferentes dados por diversas pessoas. Na maioria das vezes, as pessoas ligadas a magia apenas se referem a lugares específicos - como feiticeiros, bruxas e xamãs - também são conhecidos como "viajantes entre os mundos", e com frequência passamos de um para o outro em busca de nossa obra e missão.

Interpretações Múltiplas Da Magia


 Á medida que passamos por todos esses ensinamentos, é importante perceber que, em muitos casos, existem interpretações múltiplas e, algumas vezes, contraditórias dos símbolos. Como os símbolos representam coisas, tradições diferentes, com frequência, têm simbologias diferentes.
 Embora a maioria das culturas interprete o sol como a própria quintessência  da masculinidade, esse astro é considerado feminino no xintoísmo japonês (a deusa Amaterasu).
 Ocasionalmente há diferenças entre nossas respectivas associações simbólicas. Não há nada de errado ou de ruim nisso - é apenas que as pessoas vêm de paradigmas (modelos) diferentes. um importante princípio aceito entre as pessoas ligadas á magia é que não existe   "um único caminho verdadeiro e certo!".
 Por exemplo, enquanto associo a varinha ao Ar e o Athame (adaga) ao fogo, na Magia Cerimonial, a Varinha é considerada um instrumento do fogo e a Adaga representa o Ar.
 Feitiçaria é um assunto muito vasto - envolve todas as culturas da terra e pelo 4.500 anos de história. 

Grimórios - Livro Negro

 Sabe-se que todo O feiticeiro, possui um livro onde esta suas anotações e receitas magicas, como já vimos nos filmes e livros
Grimórios, ou "Livros Negros", como são comumente chamados, tiveram grande circulação e uso na Europa, na idade média e na renascença, há mais de 500 anos. Acredita-se que foram copiados á mão, de geração para geração, a partir de livros ainda mais antigos.
Todo feiticeiro e mago tinha sua coleção de grimórios favoritos; Assim como muitos médicos e nobres. Na verdade, eles foram alguns dos primeiros livros a serem publicados quando a imprensa foi inventada. Muitos deles são belamente ilustrados com antigas xilogravuras.Uma grande parte do material contido nesses grimórios data de 100-400 d.C., e se origina de textos, em hebraico e em latim, da tradição Hermética (Hermes é o deus grego da Magia).
Os grimórios são em suma manuais de Magia - você até pode dizer " Livros de Receitas"-,que dão instruções precisas para vários encantamentos e rituais, incluindo o que vestir, que instrumentos usar, e quais feitiços e encantações proferir em certos períodos e horas astrológicos. Eles contêm receitas para fazer instrumentos mágicos, talismã, amuletos e sigilos.
Eles instruíam os magos sobre como se preparar para certos rituais com jejuns e outras purificações. E esses antigos grimórios também descrevem as diferentes "famílias" de deuses, espíritos, demônios, e outros seres mágicos que podem ser chamados e consultados conforme conforme as instruções.  agranderainha.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário